Logo


VocĂȘ estĂĄ em: Inicial > noticias > noticias-relacionadas > exibir.php

 
Maximizar


Ameaças: Nota de RepĂșdio da PresidĂȘncia da RepĂșblica.



20/11/2015

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS

COMISSÃO NACIONAL PARA A ERRADICAÇÃO DO TRABALHO ESCRAVO

Setor Comercial Sul - B, Quadra 9, Lote C, Edifício Parque Cidade Corporate, Torre "A", 9º andar, Sala 905-D-4,

Brasília, Distrito Federal, Brasil - CEP: 70308-200 Telefones: (61) 2027-3978 / (61) 2027-3892

 

 

Nota de Repúdio 

Rio de Janeiro, 16 de novembro de 2015

 

A Comissão Nacional para Erradicação do Trabalho Escravo manifesta seu veemente repúdio às constantes ameaças, agressões e atos de intolerância que vem sendo desferidos contra pessoas e instituições conhecidas por sua luta pela erradicação do Trabalho Escravo e que inclui ainda os agentes do estado no exercício de suas funções, relacionadas à fiscalização e responsabilização administrativa e penal daqueles que se utilizam do trabalho escravo. A evolução da intolerância e impunidade dos agressores incentiva novas ações, o aumento das agressões e pode culminar em atos de barbárie como o episódio de Unaí não nos permite esquecer. Os casos das agressões à ONG Repórter Brasil e seu coordenador, Leonardo Sakamoto; à Comissão Pastoral da Terra e seus militantes; ao InPacto, entre tantos outros, são exemplos de situações que não podem voltar a ocorrer. Conclamamos as instituições do Estado e o conjunto da sociedade a se unirem na denúncia e responsabilização dos agressores, bem como na defesa e proteção daqueles que lutam por uma sociedade justa e solidária, na qual a defesa dos direitos humanos não pode ser ameaçada pela intolerância e pela violência. Nossa missão é construir uma cultura de paz para que mais nenhum agressor se sinta à vontade para perpetrar tais ofensas.



Rede Social
Youtube
Facebook
Twitter
 
Movimento Humanos Direitos ® Todos os direitos reservados. PolĂ­tica de Privacidade. Mapa do Site.
Desenvolvido por MelhorWeb Tecnologia