Logo


VocĂȘ estĂĄ em: Inicial > noticias > noticias-relacionadas > exibir.php

 
Maximizar


DenĂșncia sobre o descaso da SaĂșde IndĂ­gena do Rio de Janeiro



18/02/2013

Os Índios da Aldeia de Camboinhas, Niterói, Rio de Janeiro, prenderam hoje uma carro da CESAI, novo órgão da Saúde Pública Indígena, após a extinção da FUNASA.

Há tempos os Índios estão sinalizando sobre a piora nos serviços médicos, uma vez que esse órgão não aparece nas Aldeias, obrigando os Índios a irem doentes, na como puderem: ônibus ou taxi, por conta deles mesmos, se submetendo às filas e vagas do SUS.

Hoje, após muitos pedidos a esse órgão e à FUNAI, muita briga e sofrimento por parte dos Índios, os Guaranis de Camboinhas resolveram prender uma viatura para obrigar a FUNAI e a CESAI a ir à Aldeia ouvi-los e reformularem a Assistência Médica que estão dando aos Índios, corrigindo os erros, como é sua obrigação.

Essa situação é geral no Estado, embora mais grave em Camboinhas. Na Aldeia de Araponga, em Angra dos Reis, os índios padecem das mesmas dificuldades, e eles estão solidários à Ação extrema tomada pelos Guaranis de Camboinhas, que exigem a mudança dessa situação.

Os Índios de Camboinhas querem uma conversa com os responsáveis pelo novo órgão. Tentaram falar com o Presidente da CESAI hoje, mas, tiveram informação que ele está em Curitiba, portanto, o impasse continua e os Guaranis de Camboinhas, garantem que só vão liberar a viatura após uma audiência com o Presidente ou Diretor da CESAI.

Mais uma vez os Índios Brasileiros tem que “forçar a barra” para serem ouvidos e atendidos. A Saúde Indígena é uma questão de Estado, é obrigação do Governo Brasileiro, está na Constituição, mas esse novo órgão, a CESAI, está muito aquém de cumprir a sua função! Além da Saúde geral, os Índios informam que há dois anos não tem Dentista!

Os Índios de Camboinhas só querem que os seus Direitos sejam respeitados! E eles tiveram até muita paciência: dois anos quase sem nenhuma assistência médica e sem Dentista, com tantas crianças na Aldeia, é muito tempo!

Solidária com a causa indígena e com os Índios de Camboinhas, para que seus Direitos sejam respeitados, peço a publicação desta Nota.

 

Priscila Camargo,
Atriz e Contadora de Histórias

 

Agradeço desde já e deixo os meus contatos e das Aldeias Indígenas:

Priscila Camargo – Atriz e Contadora de Histórias: www.priscilacamargo.com

Cacique Guarani de Camboinhas – DARCI TUPÃ:  (21) 8261-6317

Índio Guarani da Aldeia de Arapongas – Vice Presidente da Associação da Saúde Indígena de Angra, Paraty e Camboinhas: Nírio  (24) 9989-1379.



Rede Social
Youtube
Facebook
Twitter
 
Movimento Humanos Direitos ® Todos os direitos reservados. PolĂ­tica de Privacidade. Mapa do Site.
Desenvolvido por MelhorWeb Tecnologia