Logo


VocĂȘ estĂĄ em: Inicial > atividades > historico > exibir.php

 
Maximizar


Caravana CREMEPE - Primeira Etapa 2007



26/03/2007

CARAVANA DO CREMEPE - ZONA DA MATA - ENTRE 26 E 30 DE MARÇO DE 2007

Em nome do MHuD, Salete Hallack e Juliana Hallack, participaram de mais uma caravana do CREMEPE. Entre 26 e 30 de março percorreram 11 municípios de Pernambuco: Itambé, Condado, Camutanga, Ferreiros, Vicência, São Vicente Ferrer, Macaparana, Lagoa do Itaenga, Lagoa do Carro, Itaquitinga e Tracunhaem.

Cidades

A equipe de logística da Caravana já agendou as reuniões com prefeitos, secretários de saúde, conselheiros tutelares e conselheiros municipais de saúde, além de representantes dos moradores das cidades que serão visitadas. O trabalho de divulgação nos veículos de comunicação de toda a região também já foi programado.

Relatório – Zona da Mata

Das 11 cidades visitadas, as quais distam do Recife em cerca de 80 km ou uma hora de percursso, encontramos munícpios que em média  apresentaram idh de 620; população média em torno de 20.000 hab, expectativa de vida ao nascer de 65 anos em média e tx de analfabetismo de adulto de 42% com mortalidade infantil média de 2,5 por cento.

Em todos  os municípios a economia depende, dos empregos nas prefeituras, aposentadoria de idosos e do trabalho como agricultores na cana de açúcar. Ressalte-se que esses agicultores trabalham apenas seis meses por ano e na entresafra ficam desempregados.

É importante salientar que 50% das famílias tem seu sustento dessa forma acima descrita e os outros
50% vivem na exclusão social onde o bolsa-família atende apenas metade dessa demanda.
A maior parte desses municípios não apresentam presença completa do Estado, ou seja, promotores, juizes e delegados, acumulam várias cidades pela falta de concursos para provisão dessas autoridades.

Em decorrência de tudo isso, o quadro social é grave e preocupante.
São elevados os índices de violência contra a mulher, violência em geral, alcoolismo, drogas e prostituição infantil. Não há programas para pessoas com deficiências. Não há lazer. Também a questão da coleta de lixo e saneamento são aviltantes.
É necessário urgente que se promova ação para geração de renda, fim do ócio entre a juventude e que se promova educação de qualidade.

A saúde como em todas as  cidades vistas pela caravana não  apresentam perfil de qualidade  compatível com a dignidade humana. Unidades sucateadas, sem referência ou regulação e até mesmo a assistência farmacêutica é precária.

Que se dê ênfase a enfrentar essa situação calamitosa , já que esses municípios apresentam receita de cerca de RS 400.000,00 mensais para todas as despesas evidenciando sua pobreza.
O desenho do rosto dessa caravana é o de Maria das Graças ou Jorge, seres humanos, enjaulados pelas próprias famílias, nus e sem sequer uma cama para deitar. Com a verba de suas aposentadorias suas famílias se alimentam e em sua ignorância são vampiros de quem os nutre.
O rosto da Zonda da Mata é o rosto que o Brasil virou sua face para não ver.

É também o rosto da demagogia e da hipocrisia humana.

RICARDO PAIVA

 

Fiscalização em Hospital de Itambé.

Reunião com o Conselho Tutelar de Itambé.

Entrevistando os moradores.

Através de denúncia de moradores, foi descoberta mulher que vivia em cativeiro.

Reunião com o Prefeito e Conselho Tutelar de Camutanga.

Fiscalização do Hospital de Macaparana.

Reunião em Macaparana.

Hospital de São Vicente Ferrer.

Hospital de Itaquitinga.

Fotos: Salete Hallack

Saiba mais em ACONTECEU, JULHO 2006 e em GALERIA - CARAVANA CREMEPE

Visite também o SITE do CREMEPE: www.cremepe.org.br

JORNAL DO COMMERCIO

LAGOA DO CARRO
Deficiente mental livre do cárcere

30/03/2007

Pela segunda vez em menos de uma semana, médicos que participam da 3ª Caravana do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) libertaram uma pessoa que era mantida em cárcere privado pela família. Ontem à tarde, o deficiente mental João Jorge do Nascimento, 31 anos, foi encontrado em uma cela na casa onde mora com a mãe e o irmão, em Lagoa do Carro, Zona da Mata de Pernambuco. A família da vítima alegava que ele era agressivo. A família não foi presa porque as autoridades entenderam que não se tratava de maldade, mas de falta de instrução. João José foi levado para o Hospital Ulisses Pernambucano, no Recife. Na segunda-feira, a também deficiente mental Maria das Graças Conceição da Silva, 30, foi libertada pela caravana em Itambé, Zona da Mata.

http://portal.cremepe.org.br/publicacoes_clipping_ler.php?cd_clipping=7554

 

FOLHA DE PERNAMBUCO

MULHER É ENCONTRADA EM CÁRCERE PRIVADO, EM ITAMBÉ
Denúncia levou caravana até a casa onde a senhora estava presa

Rodrigo Montenegro
Especial para a Folha
27/03/2007

No primeiro dia da caravana do Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe), pelo interior do Estado, os integrantes da comitiva encontraram uma mulher de 30 anos mantida em cárcere privado. A senhora, segundo as denúncias recolhidas, vivia nessa situação há cerca de dez anos. O pai, conhecido como Pedro, mantinha a filha Maria da Graça Conceição Silva atrás das grades nua e sem comida. Em um pequeno quarto, nos fundos do imóvel, localizado na  cidade de Itambé, ela fazia suas necessidade fisiológicas no chão.

De acordo com o coordenador da caravana, Ricardo Paiva, Maria da Graça é doente mental e, por conta disso, a família recebe do Governo uma ajuda de custo para mantê-la. “O valor gira em torno de R$ 350”, lembrou Paiva. Ainda segundo o coordenador, por não ter delegado ou qualquer outro órgão de Justiça na cidade, a denúncia será entregue à Secretaria de Direitos Humanos. “Procuramos o prefeito da cidade, mas ele não quis nos receber”.

A caravana é uma ação conjunta do Centro de Estudos Avançados do Cremepe, em parceria com o Sindicato dos Médicos de Pernambuco e a Secretaria Estadual de Saúde. Ainda serão visitados 42 municípios. A intenção é de recolher dados sobre atendimento médico, serviços de saúde, saneamento básico, condições de vida e de trabalho da população local, entre outros. A primeira fase da ação, que irá até a próxima sexta-feira, vai focalizar a Zona da Mata. Em abril, serão realizadas novas visitas a municípios. A última fase está agendada para os dias 7 e 11 de maio.

O trabalho começou em 2005, quando 60 cidades foram percorridas. No ano passado, mais 44 municípios entraram nas estatísticas do grupo. A equipe é formada por médicos, advogados, administradores, além de profissionais da área social. “Por ter uma equipe multidiciplinar, colhemos informações de áreas diferentes, como a renda da população, problemas sociais como prostituição infantil e índice de suicídio”, disse o vice-presidente do Cremepe, André Longo.

DADOS

Ao final da caravana será elaborado um relatório com todos os dados levantados. As estatísticas serão encaminhadas aos governos Estadual e Federal, Ministério Público Estadual, Ministério da Saúde e Secretaria Nacional de Direitos Humanos.



Rede Social
Youtube
Facebook
Twitter
 
Movimento Humanos Direitos ® Todos os direitos reservados. PolĂ­tica de Privacidade. Mapa do Site.
Desenvolvido por MelhorWeb Tecnologia