Logo


VocĂȘ estĂĄ em: Inicial > atividades > historico > exibir.php

 
Maximizar


José Mayer foi mais um homem, que podou o espaço social de uma mulher.



12/04/2017

 

 

Ego de superior , o machista que se acha. Camuflagem de sua fragilidade de Alma . Mas forte sai dessa,

por generosidade da mobilização da sociedade, que não pôs debaixo do tapete e abriu espaço para um

refletido e comovente pedido de desculpas. Eu boto fé no artista sensível que é, que se tornou ao longo

da sua carreira. Como respeitável é a íntegra conduta de Su Tonani. Muito forte ela é. Quantas mulheres

foram violentamente caladas na História . Eu , pessoalmente, hoje em dia agradeço , pois na Caravana ,

tenho três companheiros que me dão voz. Somo-me ao Coro belo que ressoa : Também não gosto de ver

uma mulher ser humilhada. Também não quero ver nem uma mulher diminuída. É muito maior o esforço

para uma mulher se realizar na sociedade e recebe ainda a alcunha de sexo frágil. A necessidade de

supremacia é a morte do diálogo criativo. No mínimo põe a perder muita coisa. Dá muito mais trabalho.

Mas quando há confiança e ética, tudo flui maravilhosamente . Vida que é, o nosso trabalho. Sim, acredito

que décadas de personagens machões cheios de ibope e aprovação tenham lhe subido um pouco à

consciência. Mas Zé Mayer é mais que apenas isso, tenho certeza.  E a Su Tonani , merece ser respeitada

e possibilitada de ocupar seu espaço criativo, profissional, dignamente. Ela escreveu um texto exemplar .

Quem, em sã compaixão e consciência não assina embaixo, quando ela denuncia o arcaico que há nessa

arrogância, exigindo um basta. Atual! Tem a mensagem das manifestações , da Elza Soares, da Geni, da

Medeia, Antígona, dos estudantes, do feminismo, de tantas obras e protestos que têm acontecido em

revolucionária transformação. É exemplar. Histórico até. Tem um desespero também. E eu , como mulher

e ser humano, entendo. Compreendo. Também desejo isso. Desejo igualdade de direitos em plenitude.

Vida em plenitude aos viventes! Harmonia. Ética. Respeito. Limites. Tratamento e Punições necessárias.

Enfim, Justiça. Transformação e Paz.

Letícia Sabatella

MHuD



Rede Social
Youtube
Facebook
Twitter
 
Movimento Humanos Direitos ® Todos os direitos reservados. PolĂ­tica de Privacidade. Mapa do Site.
Desenvolvido por MelhorWeb Tecnologia